quarta-feira, 26 de abril de 2017

Resenha: O Diário de Carson Phillips

Autor: Chris Colfer
Editora: Benvirá
Número de Páginas: 222

Sinopse: Carson Phillips está – graças ao bom Deus – no último ano do colégio e prestes a realizar um dos maiores sonhos de sua vida: estudar jornalismo na Universidade de Northwestern e deixar a pequena cidade de Clover e sua família problemática para trás. Mas, para isso, precisa sobreviver ao último ano. "O diário de Carson Phillips" mostra o dia a dia “das trincheiras” – como Carson chama os corredores do colégio – e traz à tona, de maneira espirituosa, as relações complexas, e muitas vezes hilárias, que acontecem dentro das escolas.



Desde os oito anos de idade, Carson Phillips tem o sonho de cursar jornalismo na Universidade de Northwestern, ter uma coluna na revista New Yorker e ser editor de jornais famosos. Ele está com 17 anos e cursando o último ano do ensino médio. Mora na cidade de Clover, que é uma cidade bem pequena e que ele detesta. Seu pai foi embora de casa quando ele era bem pequeno, e ele mora com a mãe, mas tem uma relação muito complicada com ela. 

Carson odeia as pessoas do seu colégio. Ele estuda no colégio Clover High, e é nesse colégio que ele fica mais perto do sonho de ser jornalista. Lá ele é presidente do jornal e do grupo de redação do colégio. Só que os dois grupos são um fracasso, ninguém quer estar neles por livre e espontânea vontade. 

Os dias de Carson se resumem em visitar a sua avó no asilo e esperar chegar a carta de aprovação da universidade. Mas um dia, a rotina dele muda totalmente ao saber que sendo presidente de um jornal e de um clube de redação não vão ajudar ele a entrar na universidade. O que realmente vai ajudar é se ele escrever um romance ou uma cronica, mas Carson não é romancista e nem cronista, ele é um jornalista -ou pelo menos quer ser um-. Então a orientadora do colégio dá a dica pra ele tentar fazer uma revista literária, com textos dele e dos outros alunos do colégio. Carson abraça a ideia, mas como ele vai conseguir que os outros alunos escrevam pra ele se todos o odeiam? Aí que entra o plano "chantagem". Com a sua fiel escudeira Malerie, Carson vai chantagear alguns alunos do colégio para conseguir o que ele quer. Será que esse plano vai dar certo? Será que o Carson vai conseguir finalmente entrar para a universidade? Para saber isso vocês vão ter que ler o livro. 

Bom, eu nunca tinha lido nada do Chris Colfer, e logo de cara já adorei a narrativa dele. Uma coisa que me irritou muito ao longo do livro, foi o ego ENORME do Carson, mas isso era até engraçado às vezes. O autor conseguiu fazer duma estória trágica, uma coisa cômica, isso foi o que mais me cativou no livro. Recomendo o livro pra todo mundo que gosta de uma comédia dramática! 


Em 2012 foi lançado a adaptação do filme para o cinema. Quem faz o Carson foi o próprio Chris Colfer. E o filme ficou bem legal também, vale a pena assistir!

Onde comprar o livro: 

Nota:

Sobre o autor:

Christopher "Chris" Paul Colfer (Clovis, 27 de maio de 1990) é um ator, cantor e escritor americano, conhecido por sua interpretação de Kurt Hummel na série Glee. Colfer foi eleito pela revista TIME como uma das 100 pessoas mais influentes de 2011, ficando em 62º lugar. Quando era um estudante da Clovis East High School, Colfer se envolvia com programas de debates, onde ganhou vários prêmios. No colegial, ele escreveu, protagonizou e dirigiu uma paródia do filme Sweeney Todd, intitulada "Shirley Todd", em que os sexos dos personagens foram invertidos. Uma experiência real que viveu nos anos de escola mais tarde foi transformada em um sub-enredo de seu personagem em Glee: professores do ensino médio negaram-lhe a chance de cantar "Defying Gravity" do musical Wicked, porque esta é, tradicionalmente, cantada por uma mulher. O papel de Kurt Hummel foi escrito especialmente para Chris Colfer, que originalmente fez audições para interpretar o papel de Artie Abrams. 

6 comentários:

  1. Gosto bastante de histórias no estilo de diário,personagens com ego muito grande são engraçados (e até carismáticos) e eu gosto muito também.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, um autor bem novinho né? O livro parece ser bem bacana até, a história me deixou curiosa. Fiquei com vontade de procurar para ver qual é que é rs

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Não conhecia o livro, mas gostei do enredo dele.
    E o autor, noossa <3 eu assistia ele em Glee, não sabia que tinha livro
    Vou tentar ler esse ><

    ResponderExcluir
  4. Olá! O Chris é realmente maravilhoso e muito talentoso! Não sou fã de narrativas adolescentes, mas acho que vou ler só porque foi ele que escreveu haahaahhaha.
    Parabéns pelo blog, é lindo <3
    Beijos.

    www.blogpapelpapel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gostei da ideia e constexto do livro, ainda não li, porém pretendo.
    A forma como você dissertou torna-se mais atrativo o livro. <3

    ResponderExcluir
  6. Lendo sua resenha, me lembrei dos livros que lia com meus 12 anos. O livro parece ser muito bom, leve e divertido, não conhecia, valeu pela dica! Ótima resenha! Abraços.

    ResponderExcluir