Resenha: O Adulto

Autora: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 64


Sinopse: Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes.Certo dia, ela atende Susan Burkes, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação.No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance.Em seu estilo inconfundível que arrebatou milhares de fãs, Gillian Flynn traça surpreendentes e intrigantes perfis psicológicos dos personagens e tece uma narrativa repleta de suspense ao mesmo tempo em que brinca com elementos clássicos do sobrenatural.

O Adulto é um conto de Gillian Flynn, lançado pela Intrínseca e traz a história de uma mulher beirando os trinta anos de idade, tendo como início um resumo sobre a família de Nerd (como é chamada no tabalho) e como ela iniciou nesse mundo do charlatanismo. Ela trabalha nos fundos de um lugar peculiar, realizando atividades… bem… vocês saberão se lerem! Entretanto, ela sofre um acidente de trabalho, e tendo de mudar de ramo nos negócios, ela se torna então uma vidente que lê auras e afins. Até que surge Susan Burke.

“Você acredita em espíritos do mal? Acha que esse tipo de coisa existe?”

Susan é uma mulher de posses e está muito perturbada, pois acha que existe algo ruim em sua casa e que seu enteado, Miles, está agindo como um psicopata. Nerd, vendo a possibilidade de explorá-la e conseguir muito dinheiro, faz com que Susan acredite que ela possa purificar a casa, tirando tudo de ruim dela, mas o que Nerd não sabe é que as coisas que acontecem no Solar Carterhook são muito mais complexas do que parecem.

Em 64 páginas, a história se desenvolve de maneira rápida. A narrativa é em primeira pessoa, porém um pouco 'forte', fazendo jus ao nome. Porém achei a reviravolta a história bem previsível, e depois disso o conto foi só despencando. O final teve um excesso de explicações que eu não gostei, foi bem desnecessário e acabou com o clima de mistério do conto. 

Gillian Flyn é uma autora sensacional, já li todos os seus livros publicados (Garota Exemplar, Objetos Cortantes e Lugares escuros), acho que esse conto não funcionou muito bem porque ela precisa de bem mais páginas pra desenvolver uma boa história. Mas apesar dos pesares eu gostei do clima de suspense que ela criou e fiquei bem curiosa pra saber o que ia acontecer ao longo do conto. 

Como é só um conto, eu não tenho muita coisa mais pra falar sobre a história, até porque não quero dar spoiler pra ninguém. Mas espero que tenha ficado claro as minhas impressões sobre a história. 



Nota:


Sobre a autora:

Gillian Flynn é jornalista e, antes de se dedicar integralmente à carreira de escritora, trabalhou por dez anos como crítica de cinema e TV para a Entertainment Weekly. Nascida na cidade de Kansas, no Missouri, e formada em jornalismo e inglês pela Universidade do Kansas, Gillian escreveu durante dois anos para uma revista de negócios na Califórnia e concluiu um mestrado em jornalismo na Northwestern University, em Chicago. Seus livros foram publicados em vinte e oito países e tiveram os direitos de adaptação cinematográfica vendidos. Atualmente, Gillian mora em Chicago com o marido e o filho.


Share:

10 comentários

  1. Adoro esse tipo de narrativa e fiquei muito curiosa pra ler esse livro! Já coloquei na minha wishlist! Adorei o post❤️

    ResponderExcluir
  2. Que grande pena não ter gostado. Confesso que fiquei surpreso, parecia uma resenha positiva. De qualquer forma, a postagem está muito bem feita, moça (:

    ResponderExcluir
  3. Oi Thainá, tudo bem?

    Ainda não tive o prazer de ler algo da autora, mas tenho muita curiosidade, pois ouço vários elogios em relação a sua escrita. Uma pena que a história não tenha funcionado tão bem como conto e que o clima de suspense e mistério tenha sido quebrado. Mesmo assim, leria a obra!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada da autora, mas ó muito curioso em relação a todos os livros já lançados aqui no brasil, ela é muito bem elogiada e isso desperta a minha atenção. A sinopse do livro me deixou bastante interessado, quem sabe se não é por esse que eu começo a ler os livros da autora, adorei a resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros que abordam o sobrenatural, nunca li nada da Gillian, mas morro de vontade. Vou adicionar este a lista de "quero ler". Parabéns pela resenha, gostei muito!

    ResponderExcluir
  6. O post ficou perfeito. Mas não é o tipo de livro que me agrada.

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante o tema, parece prender o leitor. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Muito legal tua resenha Thainá! Tamanho p/ instigar o leitor e ao mesmo tempo deixar aquele gostinho de quero mais. Não conhecia esse livro da autora ainda mais que é um conto.

    Nota 10.

    ResponderExcluir
  9. me entristece ter que confessar que não conheço muito sobre a literatura do Brasil, pretendo mudar isso! Bom, quanto a essa autora parece exatamente o tipo de escrita que eu gostaria de ler.
    www.dobbyapresenta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá, td bem?
    Parabéns pela resenha, está muito bem escrita, não conhecia a autora.
    Bjs, blog encrespa.

    ResponderExcluir